Destaques

Mancer Twilight - unboxing e primeiras impressões

Imagem
Já faz algum tempo que eu estava atrás de novos fones de ouvido, e foi quando comecei a pensar na possibilidade de adquirir um headphone ao invés de fones de ouvido auriculares ou mesmo TWS. Porém, como não sou um usuário muito exigente, não estava disposto a gastar muito com isso, tendo em vista que existem headphones realmente caros por aí. Foi então que eu considerei a possibilidade de adquirir os fones de ouvido da Mancer, modelo Twilight, que se posiciona como um dos modelos mais baratos da marca. Pois bem, eu adquiri e gostaria de deixar minhas impressões a respeito desse headphone baratinho com cabo e RGB. Introdução Como dito anteriormente, o Mancer Twilight é o headphone com cabo (sim, ele não é Bluetooth) mais barato da marca. Você pode encontrá-lo na Shopee, Amazon ou mesmo no Mercado Livre. Esse modelo eu adquiri na loja da Pichau com uma promoção bastante interessante. Ele é um headphone feito inteiramente em plástico, com cabo e um LED RGB em ambos os lados, além de um mi

Gigabyte H610M H não dá vídeo. O que fazer?


Olá pessoal! Recentemente adquiri a Gigabyte UD H610M H DDR4, uma placa-mãe de entrada que é um dos modelos mais baratos disponível da marca com soquete 1700 e suporte aos processadores de décima segunda geração da Intel. Ela utiliza o chipset Intel H610M com suporte a memórias DDR4 de 3200 Mhz distribuídas em dois soquetes de até 32GB, permitindo adicionar até 64GB de memória RAM instalada, além de outras características como circuito VRM híbrido de 8 fases, 4 portas SATA III, uma PCI Express  3.0 no formatro NVMe, uma PCI Express 4.0 X16, 6 portas USB, sendo 2 USB 3.2, formato microATX entre outras.

Porém, existe um pequeno detalhe ao escolher esta placa e modelos similares baseados na mesma BIOS (Basic Input Output System), um detalhe bastante importante a se considerar para evitar quaisquer sustos, como aconteceu comigo. Essa BIOS, assim como a maioria, possuem suporte ao modo CSM (Compatibility Support Module) quando necessário. Este modo permite que Sistemas Operacionais sem suporte ao UEFI (Unified Extensible Firmware Interface) funcionem, como o Windows 7 por exemplo.


Além do suporte a Sistemas Operacionais legados, o modo CSM também permite instalar placas de vídeo sem suporte ao UEFI, como é o caso dos modelos anteriores à linha GTX 700 da nVidia e linhas R5/R7/R9 da AMD. Ao instalar placas de vídeo mais antigas do que essas, a CPU não consegue se comunicar com a placa de vídeo, a placa-mãe emite um código de erro de 5 beeps (CPU error) e nada aparece na tela, sendo necessário habilitar o modo CSM lá no SETUP.

Exemplos de placas de vídeo com suporte ao UEFI

Acontece que é impossível acessar a BIOS nessa condição, uma vez que o computador não "dá vídeo". Portanto, nessa situação somente duas opções são possíveis. A primeira seria instalar um processador com vídeo integrado, como os modelos sem o código F no final, enquanto que a outra solução seria instalar uma placa de vídeo mais nova (ou menos velha) que tenha suporte ao UEFI, para pelo menos permitir acessar a BIOS e assim habilitar o modo CSM.

Para quem deseja montar um computador e reaproveitar alguns componentes como a placa de vídeo ao utilizar uma placa-mãe baseada na mesma BIOS utilizada na Gigabyte, fica a dica: verifique se a sua GPU suporta BIOS baseada em UEFI antes de realizar os upgrades, para evitar quaisquer transtornos que isso poderá causar. E na dúvida, adquire um processador com vídeo integrado.

Espero que tenha ajudado. Qualquer dúvida, sugestão ou mesmo se quiser que eu diga um pouco o que estou achando dessa placa-mãe, comente aqui embaixo.

Até mais!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como corrigir o problema da biometria no Samsung Galaxy A30 e derivados

Como transmitir o áudio do PC para o Smartphone Android

Como instalar aplicativos incompatíveis no iPhone 4, 5, iPad 3 e similares