Destaques

Mancer Twilight - unboxing e primeiras impressões

Imagem
Já faz algum tempo que eu estava atrás de novos fones de ouvido, e foi quando comecei a pensar na possibilidade de adquirir um headphone ao invés de fones de ouvido auriculares ou mesmo TWS. Porém, como não sou um usuário muito exigente, não estava disposto a gastar muito com isso, tendo em vista que existem headphones realmente caros por aí. Foi então que eu considerei a possibilidade de adquirir os fones de ouvido da Mancer, modelo Twilight, que se posiciona como um dos modelos mais baratos da marca. Pois bem, eu adquiri e gostaria de deixar minhas impressões a respeito desse headphone baratinho com cabo e RGB. Introdução Como dito anteriormente, o Mancer Twilight é o headphone com cabo (sim, ele não é Bluetooth) mais barato da marca. Você pode encontrá-lo na Shopee, Amazon ou mesmo no Mercado Livre. Esse modelo eu adquiri na loja da Pichau com uma promoção bastante interessante. Ele é um headphone feito inteiramente em plástico, com cabo e um LED RGB em ambos os lados, além de um mi

A alimentação influencia no desempenho do ciclista?


Olá pessoal! Tudo bem? 

Durante as pedaladas, principalmente as mais longas e especialmente provas e competições, é muito importante levar em consideração a alimentação. A má alimentação pode ocasionar perda de desempenho, peso ou até mesmo atrofia muscular.

Treinar sem se preocupar com a alimentação é um erro e não é o suficiente para ganhar desempenho e condicionamento físico, portanto é preciso seguir alguns cuidados na alimentação. Veja a seguir os principais grupos alimentares e como eles influenciam na performance do ciclista de acordo com a nutricionista Ana Cristina Teixeira.

Carboidratos

Os carboidratos são as principais fontes de energia para o corpo. Eles são açúcares que o nosso organismo quebra em moléculas menores e transformam-nos em energia. Arroz, batata, mandioca, beterraba, pão e macarrão são alguns exemplos de fontes de carboidratos. Eles devem corresponder a maior parte da alimentação diária e ser ingeridos antes, durante e após os treinos em proporções maiores antes e após e menor durante os treinos. A nutricionista recomenda que sejam feitas grandes refeições pelo menos 3 horas antes dos treinos e 1 hora antes dos treinos para as pequenas refeições.

Proteínas

As proteínas são elementos importantes para a construção de aminoácidos, estes que por sua vez estão diretamente associados à reconstrução e recuperação muscular. Ovo, leite, queijo, peixe, carnes e alguns vegetais como ervilha, grão de bico, lentilha, soja, amendoim, entre outras são alguns exemplos de fontes de proteínas. Devido à maior dificuldade digestiva, é recomendado que as proteínas, principalmente de origem animal, sejam ingeridas em pequenas quantidades durante o dia e preferencialmente antes dos treinos.

Gorduras

Ao contrário do que muita gente pensa, as gorduras também desempenham um papel importante na alimentação. Azeites, amêndoas, castanhas, azeitonas, alguns óleos vegetais como de canola, abacate, linhaça e nozes são alguns exemplos de gorduras boas. Elas desempenham papel importante na regulação da coagulação do sangue, dos níveis de triglicérides sanguíneos e insulina, evitando problemas como diabetes, hipertensão a-rterial e até mesmo arritmia. Segundo Teixeira, elas devem corresponder a cerca de 20 a 30 por cento do valor energético diário.

Água e eletrólitos

A hidratação constante é fundamental para garantir o bom funcionamento do organismo. Água e isotônicos com moderação em treinos mais intensos ajudam a manter e repor os sais minerais perdidos durante a atividade além de regular a temperatura corporal, eliminar toxinas e melhorar o transporte de nutrientes no organismo. A nutricionista Ana Cristina recomenda a ingestão de pelo menos 100mL de água de 15 em 15 minutos a depender das condições climáticas e do nível de esforço físico.


Fonte: Bikemagazine.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como corrigir o problema da biometria no Samsung Galaxy A30 e derivados

Como transmitir o áudio do PC para o Smartphone Android

Como instalar aplicativos incompatíveis no iPhone 4, 5, iPad 3 e similares