Resolvendo o problema de inicialização do Asus EEE Pad Transformer

Adquiri há alguns anos este tablet. Na época ele acompanhava o Android Honeycomb 3.0, um sistema que era relativamente novo e exclusivo aos tablets. Não demorou muito e a Asus lançou a atualização para o Android Ice Cream Sandwish versão 4.0.3. Foi aí que o problema começou.
Algumas pessoas começaram a reclamar de não conseguir ligar mais o aparelho algum tempo depois de realizar a atualização. Infelizmente eu fui uma delas.
O tablet funcionava direitinho, mesmo depois de atualizá-lo, mas depois que eu, curiosamente, tentei ligar o tablet com os botões Power e Volume Up juntos a fim de carregar um possível painel de recuperação, o estrago foi feito! Depois disso, toda vez que eu tentava ligá-lo, aparecia na tela o desenho de uma bateria fraca e nada além disso. A única forma de ligar era conectando-o à tomada. Apenas dessa forma ele ligava e inicializava normalmente, mas não é sempre que temos uma tomada por perto, não é mesmo?! A seguir um vídeo demonstrará o problema.



Procurei durante meses em fóruns, sites de busca, YouTube, mas nunca achei a solução. Inclusive entrei em contato com a central de atendimento da Asus, mas nem mesmo eles conseguiram solucionar. Me aconselharam a enviar o aparelho à assistência técnica ou com o vendedor para trocar, mas eu não quis, queria saber por que isto acontece.
Mesmo assim, não perdi as esperanças e vasculhei na Internet alguma maneira para, pelo menos, conseguir ligá-lo sem precisar conectar à tomada. E voilá! Descobri na tentativa e erro que certas ROMS modificadas funcionam normalmente, exceto as ROMS do Android ICS.
A solução para este problema é parcial, uma vez que resolve o problema de não ligar fora da tomada, mas infelizmente funciona com poucas versões do Android, fato que não pode agradar algumas pessoas.

IMPORTANTE: este procedimento é por sua conta e risco. Eu não me responsabilizo por quaisquer danos ao dispositivo. Ciente disto, vamos colocar a mão na massa!  Para executar este método, é necessário atender certos requisitos:
- o tablet precisa estar rooteado ( se não souber como realizar o root, acesse o link Rooteando o Asus EEE Pad Transformer);
- ele também precisa de um console de recuperação ( para instalar um console de recuperação, acesse o link CWM Recovery, instale o app e nele instale o console de recuperação);
- ter em mãos a ROM customizada Prime! na versão 1.6. É estritamente importante que seja esta versão. Para realizar o download, acesse Este link e baixe através do torrent.

Antes de começar, eu aconselho deixar o tablet conectado à tomada, uma vez que ele será reiniciado no final do processo. Se não estiver, ainda aparecerá o ícone da bateria fraca.
1° Passo: é muito importante realizar o backup de seus dados uma vez que tudo será perdido;
2° Passo: copie a ROM para um cartão microSD e insira no tablet;
3° Passo: acesse o painel de recuperação do CWM Recovery. Para isto, você precisará executar o app e clicar em Reboot into Recovery;
4° Passo: Dê wipe em data/factory reset, cache partition e dalvik cache (em advanced);
5° Passo: Instale a ROM que está no cartão microSD ( acessando a opção install zip from sdcard).
Depois que terminar, reinicie o tablet, aguarde alguns minutos e pronto! Depois de ajustar as definições iniciais do sistema (linguagem, data/hora do sistema, acesso à Internet, conta Google etc) você perceberá que será possível reiniciar, desligar e ligar o Transformer sem aquele problema bastante chato. 
É possível, também, realizar estes passos com outras ROMS para teste, e caso der erro, basta reinstalar a ROM Prime. Eu realizei estes procedimentos com inúmeras ROMS e descobri que é possível utilizá-lo sem erro de inicialização com as custom ROM Prime! versão 2.1, Paranoid Android, Team EOS e algumas versões do Android Jelly Bean do CyanogenMod. Esta foi a minha dica. Espero que tenha ajudado. Um abraço!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como controlar as músicas do Spotify com a Mi Band 2/3

Como corrigir problemas de conexão Wi-fi no Manjaro Linux ou Fedora

Testando a câmera esportiva Navcity NG100 Plus